Escolha uma Página

A EnP, empresa lançada em março deste ano, adquiriu através de sua subsidiária EnP Ecossistemas Energéticos, 50% dos blocos exploratórios ES-T-305, 409, 429, 466, 486A, 517 e 527, juntamente com a Imetame Energia (50%), operadora do consórcio.

A escolha desses blocos foi baseada em um estudo inédito que proporcionou uma nova visão do potencial da Bacia do Espírito Santo terra.

Essa aquisição soma-se ao atual portfólio da companhia na Bacia do Espírito Santo, onde já possui a participação de 50% em 5 blocos exploratórios terrestres (ES-T-354, 373, 441, 477 e 487), incluindo a descoberta de Vida, e 50% da SPE que opera os campos de Lagoa Parda, Lagoa Parda Norte e Lagoa Piabanha.

Este movimento faz parte da estratégia de implantação de um portfólio regional integrado, com foco inicial no Espírito Santo, composto de ativos de exploração e produção, infraestrutura de gás (UPGN Lagoa Parda e Hub Gasines) e refinarias modulares (RefinES e RelubES).

“A EnP consolida a sua presença no onshore capixaba e demonstra, mais uma vez, sua crença na atratividade da exploração e produção terrestre no Brasil”, celebrou o CEO Marcio Felix.